Revistas:




Por que proibir doces para as crianças?

Publicado por Evelyn Cristine em 11/10/2014 às 16h00

Qual é a criança que não resite aos biscoitos recheados, pirulitos coloridos, bolo de chocolate, brigadeiro, pipoca, chiclete de tutti frutti, algodão doce e sorvete de três bolas? Saiba por que devemos proibir alguns doces para as crianças!

Texto Evelyn Cristine | Foto Reprodução

Por que proibir doces para as crianças?

Comer doces a vontade seria um belo presente de dia das crianças, não é mesmo?Apesar das guloseimas serem irresistíveis é importante ficar de olho na quantidade que é consumida para não exagerar no açúcar.

O nutrólogo André Veinert, da Clínica Healthme Gerenciamento de Perda de Peso afirma: “Os pais precisam moderar o consumo de açúcar, principalmente para as crianças que estão em fase de crescimento. A alta ingestão de açúcar pode provocar o aparecimento de obesidade, diabetes e doenças cardíacas”.

A mãe deve evitar que o seu filho consuma doce desce cedo para não interferir nos seus hábitos saudáveis. “A partir do seis meses de idade o bebê começa a experimentar os alimentos sólidos, mas isso não quer dizer que você deve dar guloseimas para o seu filho. Nessa fase, o ideal é evitar o contato da criança com o doce”, explica o nutrólogo.

Em qualquer idade, o doce deve ser consumido em exceção como festas de aniversários. “Ao invés de oferecer um chocolate depois do almoço, faça uma salada de fruta que contém menos açúcar e também é mais saudável”, sugere o Dr.André.

Lanchinhos rápidos
Apesar de os biscoitos recheados serem uma ótima opção de lanche, os pais precisam variar o cardápio da criança para que ela não consuma somente guloseimas na hora do lanche. “Faça lanche saudáveis, para chamar atenção da criança se possível monte uma “carinha” com os alimentos”, recomenda o médico. Outra dica coloque uma fruta, faça gelatina colorida e ofereça mais opções saudáveis para o seu filho.

De olho na obesidade
O consumo exagerado de guloseimas e o sedentarismo podem ser os responsáveis pela obesidade infantil. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 34,8% das crianças brasileiras, com idade entre 5 e 9 anos, têm peso maior que o considerado saudável pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Cerca de 10% das crianças e dos adolescentes brasileiros estão acima do peso e 7,3% são considerados obesos.

Outro alimento que pode ser dispensável na alimentação das crianças é o achocolato que contém açúcar. A sacarosa ou açúcar branco não tem nutrientes necessários para a criança. “O ideal é que a criança consuma uma porção de açúcar por dia, o achocolatado do leite pela manhã já corresponde a essa porção”, esclarece o nutrólogo.

Você não precisa ser radical com o seu filho. Basta controlar o seu consumo por doces e permitir que ele experimente quantidades pequena de doces para não viciar e fazer mal a saúde. #FicaDica

TESTE: Você tem autocontrole para fazer dieta?

Leia Também
10 dicas para manter sua cozinha organizada e limpa
Conheça o trabalho das alunas de Engenharia de Alimentos do Instituto ...
Lojas Americanas terá super ofertas neste domingo
Comente!


Mais Lidas