Revistas:




Cresce o número de casos de dengue em São Paulo

Publicado por Evelyn Cristine em 29/04/2014 às 11h50

Apesar das pessoas saberem das medidas preventivas, cresce o número de casos de dengue em São Paulo. Saiba mais sobre o assunto!

Texto Evelyn Cristine | Foto Reprodução

Cresce o número de casos de dengue em São Paulo

Os índices estão cada vez mais alarmantes e, apesar das pessoas saberem das medidas preventivas, cresce o número de casos de dengue em São Paulo. A novidade é que além de transmitir a dengue, o Aedes Aegypti pode transmitir outro vírus, que também é bastante perigoso.

As recomendações para evitar o contágio são as mesmas:

- Não deixar vasos de plantas com água acumulada
- Fechar a caixa d'água
- Guardar as garrafas sempre de cabeça para baixo

Em ano de Copa do Mundo, o índice pode ser ainda mais assustador com a entrada de estrangeiros no país. 

vírus circula o ano todo, mas voltou ao centro das discussões por dois motivos: o crescimento rápido de casos na cidade e o surgimento de um novo vírus transmitido pelo mesmo mosquito da dengue.

De acordo com Cláudio Gonsalez, infectologista chefe do Hospital Villa-Lobos, fatores climáticos podem favorecer a reprodução do mosquito e a chegada de um sorotipo novo de vírus também influencia. "Sem uma vacina a situação fica mais complicada e a disseminação não para" explica Cláudio. 

Já no caso do novo vírus, o médico explica que "casos da doença foram registrados em regiões da Ásia e África, na Itália, Martinica, Guadalupe, Guiana Francesa, Estados Unidos e Brasil". Segundo ele, apesar do vírus Chikungunya (CHIKV) não ocorrer no Brasil, em 2010, três casos foram confirmados no país. Dois pacientes apresentaram os sintomas depois de uma viagem para a Indonésia, e o outro após a volta da Índia.

É importante prestar atenção aos primeiros sintomas:

- Febre
- Dor de cabeça
- Dor atrás dos olhos
- Perda do paladar e do apetite
- Náuseas e vômitos
- Manchas na pele
- Tonturas
- Cansaço
- Dores nas articulações e nos ossos

Mas como saber a diferença entre a dengue e outra virose
"Os sintomas são semelhantes e a diferenciação só se dá através de exames específicos (sorologias) a partir do 5° dia do início dos sintomas", conta Claúdio Gonsales. Por isso, caso exista suspeita de infecção, é importante procurar acompanhamento médico. 

A dengue não possui um tratamento específico, porém, algumas medidas são adotadas para aliviar os sintomas como a ingestão de líquidos. A preocupação com a dengue é mundial. Previna-se! 

Leia Também
Benefícios da água de coco para saúde
3 Dicas para controlar a ansiedade
12 dicas para prevenir o mau hálito
Comente!


Mais Lidas