Revistas:




Saiba mais sobre o vírus ebola

Publicado por Carina Malfa em 06/08/2014 às 16h00

Saiba mais sobre o vírus ebola, que tem feito centenas de vitimas no continente africano

Texto Carina Malfa | Foto Reprodução

Saiba mais sobre o vírus ebola

A epidemia de ebola que tem feito centenas de vítimas no continente africano, mais precisamente em Guiné, Serra Leoa e Libéria, na África Ocidental, já é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a maior desde que o vírus foi descoberto, em 1976. O vírus ebola dá nome à enfermidade, também conhecida como “febre hemorrágica do ebola”. Saiba mais sobre a doença com ajuda do Dr. Marcus Cardoso, infectologista do Hospital Norte D’Or. Confira!

 

De acordo com Marcus, a doença tem uma evolução drástica, com taxa de letalidade que chega a 90%, e pode atingir qualquer pessoa, independentemente da idade e gênero.

O contágio é realizado por secreções corporais, como o suor, a saliva, o sêmen, além do sangue e até das fezes. O contato com os órgãos do indivíduo contaminado e até com vítimas fatais também pode transmitir a doença. Por este motivo, as pessoas mais infectadas são profissionais de saúde e familiares. 

“Por não ter saneamento básico adequado, o contágio nesses países ocorre ainda mais rapidamente. E como não há vacina nem tratamento específico contra o vírus, apenas contra os sintomas, a transmissibilidade da doença é muito alta”, afirma o especialista. 

Os sinais da enfermidade costumam surgir entre 3 a 7 dias após o contágio. Os sintomas são febre súbita, debilidade intensa, dores musculares, de cabeça e de garganta, seguidas de vômito, diarreia e erupções na pele. A ocorrência de hemorragias internas (em órgãos, por exemplo) e externas (em feridas na pele), é o que causa a maior parte das mortes. 

Para prevenir a doença, recomenda-se isolar os casos suspeitos, cozinhar bem os alimentos, não tocar em animais selvagens, além evitar visitar os locais onde ocorre o surto. Os profissionais de saúde devem lavar as mãos regularmente, usar máscaras, luvas e jaleco de manga longa. 

O vírus ebola é transmitido ao ser humano por animais silvestres.  Acredita-se que os hospedeiros naturais são os morcegos frutíferos. Entretanto, chimpanzés e gorilas já foram registrados como hóspedes acidentais. 

Apesar de perigoso, o Ministério da Saúde afirma que o risco do ebola chegar ao Brasil é muito baixo.

TESTE: VOCÊ CUIDA BEM DA SUA SAÚDE?

 

 

 

Leia Também
Benefícios da água de coco para saúde
3 Dicas para controlar a ansiedade
12 dicas para prevenir o mau hálito
Comente!


Mais Lidas