Revistas:




Saiba a diferença entre bulimia e anorexia

Publicado por Bárbara Conti de Oliveira em 13/12/2013 às 10h00

A pergunta é simples, mas o assunto é polêmico. Especialistas alertam jovens e pais sobre a bulimia e a anorexia, transtornos alimentares perigosos e que podem levar até à morte. Saiba identificar os sintomas

 

Revista Viva Saúde, edição 122 / Foto: Reprodução / Adaptação: Bárbara Conti

Você sabe quais são as diferenças entre

bulimia e anorexia?

Por onde se passa, é normal ver mulheres lindas e magras, seja na TV, internet, filmes, propagandas e revistas. Embora, de uns anos para cá, uma novidade invadiu o mundo das modelos: o termo plus size, que significa, ao pé da letra, "mais tamanho" – ou seja, favorece garotas mais gordinhas, a ditadura da magreza ainda atinge, sim, milhares de pessoas . Afinal, quem nunca quis ter a barriguinha da Gisele Bündchen?

É preciso, porém, ficar atenta a esse tipo
de desejo, principalmente se ele vem das adolescentes. “Tudo bem querer emagrecer e manter-se saudável. O problema é quando isso vira uma obsessão”, afirma a psicóloga Tatiana Gotardi (SP).

Esse período da vida é propício para o desenvolvimento de transtornos ligados à alimentação, cada vez mais comum entre as jovens. "Fugir" da comida, por exemplo, pode ser sinal de bulimia ou anorexia.

Diferença entre bulimia e anorexia

Entre os transtornos alimentares, a bulimia nervosa é o mais frequente entre as jovens que estão na faixa etária dos 18 até 23 anos. Nos Estados Unidos, de 3% a 4% das mulheres são bulímicas. "É uma doença que ninguém nota, a princípio. A pessoa não emagrece drasticamente e, em geral, mantém o peso normal durante algum tempo", explica Fernanda D'Elia, endocrinologista do Hospital Oswaldo Cruz (SP).

É um problema mundial que atinge a população feminina jovem em 90% dos casos – e

começa a ser comum também entre o sexo masculino. Porém, durante a adolescência, é mais comum desenvolver outro transtorno alimentar: a anorexia nervosa. Quando a pessoa chega a passar dias sem comer, com perda extrema de peso e grande risco para a vida, é bom ficar alerta. “Nesse caso, é normal a busca pelo corpo ideal. Para isso, pular refeições para emagrecer, restringir alguns tipos de alimentos, usar suplementos ou shakes no ugar de alimentos saudáveis ou fumar para perder peso são atitudes comuns", diz a nutricionista Greisse Viero Silva Leal (SP).

Como identificar bulimia e anorexia

Já dizia o ditado: mãe precavida vale por duas. Por isso, veja aqui algumas mudanças no
comportamento do seu filho que podem indicar que ele está sofrendo com algum tipo de transtorno alimentar:

- Ultimamente, o adolescente tem ficado mais solitário, agressivo ou depressivo?

- O jovem costuma sair da mesa de jantar com pressa? Mal acaba de comer e vai direto para o banheiro ou então se tranca no quarto?

- Ele tem embalagens vazias de biscoitos, chocolates, salgadinhos ou comida escondida no quarto?

- Ele está com um calo na costas da mão? Chamado de Sinal de Russel, é o resultado visível de que a pessoa está provocando vômito. No entanto, esse calo não surge necessariamente em todos os casos de bulimia.

- O jovem está sempre falando do próprio peso ou de quanto comeu? Ou seja, sua autoimagem está relacionada ao peso? Essa preocupação tende a invadir todos os setores da vida dele.

Leia Também
Benefícios da água de coco para saúde
3 Dicas para controlar a ansiedade
12 dicas para prevenir o mau hálito
Comente!


Mais Lidas