Revistas:




Copa do Mundo: Coma petiscos sem sair da dieta

Publicado por Carina Malfa em 14/05/2014 às 16h03

Confira algumas dicas de petiscos que você pode comer na comemoração da Copa do Mundo de 2014 sem sair da dieta!

Texto Corpo a Corpo - Adaptação Carina Malfa | Foto Reprodução

Copa do Mundo: Coma petiscos sem sair da dieta


Nada é mais brasileiro do que se reunir para assistir os jogos do Brasil na Copa do Mundo. Esse ano não será diferente, e você já deve estar se preocupando em como vai fazer para não sair da dieta. Por isso te ajudamos a se planejar para comer petiscos sem sair da linha! Confira algumas dicas do que comer nessas situações com a nutricionista esportiva, Maria Fernanda Pio!

Assados, sempre!

Invista nos assados, como chips de batata doce, inhame, beterraba e cenoura. "Corte esses alimentos em fatias finas e coloque-os em uma forma anti-aderente, levando-os ao forno pré-aquecido, à potência máxima, até dourarem (aproximadamente 5 minutos). Quando estiverem prontos, pode acrescentar um fio de azeite extra-virgem e um pouco de sal para temperar", sugere Maria. 


Esses alimentos são alternativas saudáveis aos petiscos industrializados. "Essa substituição possui uma boa oferta de carboidratos, promovendo energia, e seu preparo é livre de gorduras saturadas e trans (o azeite é uma gordura insaturada, cujo consumo moderado traz benefícios à saúde)", alerta a nutricionista. 

Oleaginosas

Mix de oleaginosas também é ótima pedida. "Aposte na castanha-do-pará, amêndoas, castanha-de-caju, amendoim sem sal, macadâmia, avelã e nozes, que podem ser consumidas junto com frutas secas como o damasco, a tâmara e uvas passa", sugere Maria. 

As oleaginosas são conhecidas por promoverem saciedade, além de serem ricas em ricas em nutrientes importantes para o corpo. "Elas possuem proteínas, fibras, vitamina E, selênio, zinco, cobre e magnésio. No entanto, por serem muito calóricas, devem ser consumidas com moderação. Procure consumi-las sem sal ou, se não quiser abrir mão, use-o com bastante moderação", indica a nutricionista. 

Pipoca caseira

Preparar a própria pipoca, além de ficar com aquele cheirinho delicioso em casa, é outra forma de deixar de lado os alimentos industrializados. "Coloque 4 colheres de sopa (ou mais, dependendo da quantidade de pessoas) de grãos de milho em um saco de papel (serve aquele saco de padaria em que se vende o pão francês), e leve-o ao micro-ondas em potência máxima por aproximadamente 2-3 minutos (o tempo de estouro do milho vai depender da potência de cada micro-ondas – portanto, fique atenta). Você pode preparar também um sal de ervas para acompanhar, batendo 1 xícara de sal marinho (ou sal do Himalaia, sal rosa, e outras versões mais saudáveis do sal de cozinha) com 1 xícara de ervas desidratadas à sua escolha (manjericão, alecrim, orégano, cebolinha, salsa...) no liquidificador, e depois peneire na sua pipoca", sugere a nutricionista.

 

 

Leia Também
Benefícios da água de coco para saúde
3 Dicas para controlar a ansiedade
12 dicas para prevenir o mau hálito
Comente!


Mais Lidas