Revistas:




Conheça 6 sinais de que você está com diabetes

Publicado por Carina Malfa em 20/05/2015 às 19h00

É preciso ficar atenta aos indícios dessa doença crônica e perigosa. Conheça 6 sinais de que você está com diabetes!

Texto Revista 7 Dias - Adaptação Carina Malfa | Foto Reprodução

Coheça 6 sinais de que você está com diabetes

A diabetes é uma doença que requer muita atenção, já que dá alguns os indícios de sua existência no corpo. Além da predisposição genética, o excesso de peso é um dos principais fatores de risco para o diabetes, mal que afeta mais de 350 milhões de pessoas em todo o mundo. Por isso conversamos com Myrna Campagnoli, endocrinologista do Delboni Auriemo Medicina Diagnóstica (SP) que nos contou um pouco sobre e a diabetes e descreveu 6 sinais de que você está com a doença. Confira!

De acordo com a Doutora: “Se trata de uma doença crônica, causada pela ausência ou ineficiência da insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue”. A especialista salienta que há duas categorias dessa enfermidade: na do tipo 1, o indivíduo apresenta grande quantidade de glicose no sangue, porque o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina – e representa de 5 a 10% dos casos. Já no tipo 2, o paciente produz o hormônio, mas seu organismo é insensível a ele. Em ambos os casos, o que ocorre é que a quantidade de insulina disponível não é suficiente.

6 sinais de que você está com a doença

1- Sede mais intensa
O diabético urina muito em virtude da alta concentração de açúcar no sangue que o organismo tenta eliminar. “Desse modo, a pessoa se desidrata e a sede é ativada”, explica a endocrinologista Myrna. Mas saiba que, se a sede passa com a ingestão de líquidos, não se trata de diabetes.

 

2- Tem fome, mas em vez de engordar, emagrece
O fenômeno é causado pela perda de glicose que não chega a entrar na célula, pela falta de insulina. Como não recebe o nutriente, que é a principal fonte de energia para o seu metabolismo, o organismo entende que ele não existe e deflagra o mecanismo de fome, para estimular o consumo de calorias e a nutrição celular. “Cria-se um círculo vicioso em que há estímulo constante de vontade de comer”, esclarece Myrna. E aí, as células buscam outras fontes de energia, como proteínas e gorduras, causando o emagrecimento.

3- Mal-estar, sonolência e tontura
A falta de nutrientes e a desidratação acometem todas as células do organismo, inclusive as do sistema nervoso central. A médica explica que, sob esta situação adversa, as células respondem estimulando a produção de neurotransmissores, hormônios e outras substâncias que interferem no nível de alerta – intercalando períodos de sonolência com irritabilidade –, intensificam os estímulos de fome e de sede – agravando os demais sintomas – e alteram a frequência cardíaca e a pressão arterial. “Isso promove sensações de desconforto e tontura”, alerta Myrna.

4- Muitas idas ao banheiro
Assim como o aumento da sede, a elevação do volume e frequência urinária deve-se ao excesso de açúcar no sangue. Para eliminar essa abundância, o organismo aumenta a sua excreção por meio da urina, mesmo se a ingestão de líquido for pequena.

5- Cãimbras e formigamentos
A ausência do hormônio responsável pelos níveis de glicose também interfere na presença de outros íons como potássio, cálcio e magnésio no sangue, contribuindo para o aparecimento das cãibras. “A principal causa também é a redução da glicose nas células musculares, o que promove modificações no metabolismo. A desidratação também é prejudicial”, diz Myrna.

6- Visão embaçada
 As alterações na glicose levam a modificações no eixo do cristalino (parte transparente e flexível, localizada atrás da pupila). Pode ocorrer, mais tarde, com o evoluir da doença, catarata e retinopatia comdiminuição da acuidade visual. Isso pode acontecer durante o tratamento, nos momentos de excesso de açúcar e crises de hipoglicemia. Vale lembrar que esse sintoma não é corrigido com óculos.

TESTE: VOCÊ CUIDA BEM DA SUA SAÚDE?

Leia Também
Benefícios da água de coco para saúde
3 Dicas para controlar a ansiedade
12 dicas para prevenir o mau hálito
Comente!


Mais Lidas