Revistas:




Como combater o envelhecimento aos 30 anos

Publicado por Letícia Maciel Fernandes em 06/03/2014 às 21h00

Veja como combater os sinais do envelhecimento e como tornar seus efeitos menos danosos, permanecendo mais saudável aos 30 anos

Texto: Stella Galvão, Revista VivaSaúde Edição 77/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Letícia Maciel 

 

Invista na sua vida social: a solidão é um fator que depõe a favor de um envelhecimento mais rápido
Foto: Shutterstock 

Envelhecemos desde que nascemos, mas é a partir da 3.ª década de vida que as mudanças corporais se acentuam. Nessa fase, todos os sistemas orgânicos passam por modificações, como a perda progressiva da quantidade de elastina e de colágeno da pele, tornando-a mais fina e sensível às agressões ambientais. “Também ocorre a lipossubstituição, ou seja, o aumento progressivo da proporção de gordura corporal e a perda de massa muscular. Nas mulheres, a principal mudança se dá na perda de massa óssea — aproximadamente 0,5% é perdida até a menopausa”, informa o geriatra gaúcho Rodolfo Schneider, professor da PUC-RS.É quando diminui a lubrificação das articulações e ocorrem alterações neurológicas de percepção, ou seja, a pessoa demora mais a reagir a estímulos. Começam os processos de calcificação de alguns ligamentos de sustentação das vértebras e endurecimendo dos discos intervertebrais. A terceira década sinaliza as perdas que serão potencializadas na fase seguinte. É, portanto, um ótimo período para montar um programa preventivo, que incluirá, segundo Schneider, a realização de exames para detecção de características genéticas presentes em parentes de primeiro grau, como hipertensão, cardiopatia isquêmica, diabetes, dislipidemia e osteoporose.

Nutrição 

Em termos nutricionais, segundo Mônica Dalmácio, do Conselho Regional de Nutrição do Estado do Rio de Janeiro, é preciso reforçar o cardápio para compensar a perda de consumo energético de 12 calorias por dia, a pequena perda de massa muscular e de reflexo nos movimentos. O cardápio indicado para limitar ou prevenir tais danos ao organismo deve ser composto por carnes magras como filé, lagarto e patinho, frango sem pele e peixes de carne magra e de água fria, como salmão e atum. Esses alimentos preservam massa muscular, e com isso mantêm o consumo energético. Naturalmente, ela alerta, jamais se deve deixar de lado os vegetais em geral, importantes fontes de vitaminas e minerais.

Atividade Física 

Nesta faixa etária a palavra de ordem é adquirir flexibilidade, segundo Alexandre Menegaz, coordenador de Educação Física do Projeto de Atendimento ao Obeso, do Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas de São Paulo. Aumente a prática do alongamento após os exercícios, fundamental para prevenir torções, dores musculares e o encurtamento dos músculos, que leva a inflamações nos tendões e articulações. A partir dos 25 anos, a mulher perde 1% da capacidade aeróbica por ano de vida e os exercícios regulares atenuam essa queda.
Dica de exercício: abdominal com bola. É preciso deitar de costas, encaixar a bola entre os joelhos flexionados, cruzar os pés no alto e apoiar as mãos sob a nuca.Repetições: três séries de dez.

 

 

 

Leia Também
Benefícios da água de coco para saúde
3 Dicas para controlar a ansiedade
12 dicas para prevenir o mau hálito
Comente!


Mais Lidas